CONTOS & LIVROS

Onde o Vento Faz a Curva

 

O vento faz a curva lá no fim do mundo à esquerda. Bem naquela última cidadezinha que o tempo esqueceu. Se o vento não virar lá, ele se perde em um vácuo ou qualquer nome que quiser dar para o vazio. E o vazio não é um lugar bom de se ficar, e, apesar de não ter nada lá, preenche cada poro, célula, átomo do corpo e dói mais que dor de dente. Daí importância do vento fazer o que tem que ser feito por aquelas bandas. A curva é uma necessidade, sabe? 

Onde O Vento Faz a Curva é um livro sobre seis pessoas que moram nessa cidadezinha, que fica em um pé de serra, longe, mas tão longe, que tive que contá-las senão elas seriam tal qual o vento quando-não-faz-a-curva, poderiam cair no esquecimento e se perder por aí. Tem mistério, suspense, humor, amor e uma pitadinha de terror. Vem descobrir Onde o Vento Faz a Curva.

O Conto do Coronel Fantasma


Conto finalista do 1 Premio de Literatura da ABERST.

 

Coronel Jô é a alma penada mais famosa da cidade. Reza a lenda que ele cavalga pela cidade em noite de céu sem lua quando nenhuma luz alumia o caminho. Os cascos do cavalo ecoam nos paralelepípedos. Quem ouve sua risada, afortunado será, porém, se ele para de frente à uma casa é má sorte na certa. Dizem que o relinchar bravo do cavalo é ouvido de longe. 
Dita não acreditava naquilo, eram apenas crendices da época de sua avó. O pequeno quarto, onde se guardava os materiais de limpeza, era, outrora, onde o coronel lustrava as botas. Daí a conversa fiada que as botas andam sozinhas. Dita sentia medo era dos vivos e não de alma penada! O que elas poderiam lhe fazer? A vida já era um filme de terror mesmo.

Metros Cúbicos de Tristeza e Água Salgada

Esse conto faz parte da Coletânea de Contos - vol. 2  da editora Oito e Meio. 

 

Ele a encarou enquanto ela fazia força para não piscar, não querendo que a água transbordasse e inundasse a face novamente. Ao invés disso, ela suspirou profundamente, protelando a enchente. As lágrimas refletiam o azul da parede, como aquários guardados nos olhos. 

Continuem nos Escutando

O conto "O Machado da Casa de Pedra" saiu nessa Antologia dos Ceifadores - Autores da ABERST - Associação Brasileira dos Escritores de Romance Policial, Suspense e Terror.
Um gravador de rolo perdido, capaz de gravar vozes dos mortos, é encontrado. As histórias neles contidas são de crimes obscuros, almas atormentadas e inquietas. Ouça-as para que possam enfim descansar.

Antologia Presentes Perigosos

O crime não tira férias. Às vezes as árvores, os cartões e as fartas ceias de Natal são o ambiente perfeito para traições, vinganças e presentes perigosos.

​SIGA-ME

  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Amazon - Black Circle

© 2018 por Larissa Brasil

Larissa Brasil - CPF. 792.0202.041-53 - ©  Todos os direitos reservados. 2019